27 de junho de 2010

Cabeças e Sentenças

Mal do ser humano... Estamos sempre em busca. Com o bloguito, não seria diferente. Se me faltam fotos dos casamentos que organizei, quero posts dos casamentos. Se posto muito casamento, sinto falta do tricô. E assim é a vida... A gente sempre buscando um equilíbrio que, muitas vezes, nunca vem.

No momento, a falta é do bate-papo. Essa sensação de estar bem próxima às noivitas, de ser um pouco amiga além de profissional. Adoro a sensação de reciprocidade. Sempre achei que, por ser meu blog, por ter minhas palavras, meus pontos de vista, a sensação de proximidade fosse meio unilateral, só da minha parte. Mas, algumas noivitas têm dito que também se sentem assim. 

Adorei o e-mail que recebi da Tati semana passada. Eu não conheço a Tati - AINDA. Mas, ela me mandou um e-mail tão carinhoso, dizendo que parecia que nos conhecíamos há tempos, que ela adorou o bloguito, que ficou umas 3 horas lendo tudo, enfim... Sabe quando o carinho já existe, mesmo meio abstrato? Apesar de que carinho é abstrato, né? Mas, acho que deu para entender. Um carinho que existe mesmo sem saber exatamente quem está do outro lado, recebendo esse carinho. Tipo, quando a gente personaliza, mesmo sem conhecer, já cria uma identidade. Acho que foi isso dos dois lados.

E assim vou caminhando, tentando me encontrar, tentando dar uma identidade ao bloguito, sem saber se falo demais ou se deveria falar mais, com minha cabeça única e minhas sentenças mil.

Para quem anda com sentenças mil sobre vestidos e cabeças, imagenzinhas para aumentar o número das interrogações...

Um comentário:

dona perfeitinha disse...

Fale sempre com suas leitoras dessa forma linda e direta e, ao mesmo tempo, como em pensamento fosse. Eu gosto muito de ler o que escreve e não só por ser assim dessa forma bonita, mas também porque há sempre inteligência e graça. Carinho, com certeza, percebemos sempre em suas palavras.

Beijos,
Talita.