20 de maio de 2019

Iara e Daniel
💕
Ela chegou, orçou, cogitou datas, lugares e... sumiu. Um monte de tempo passou e ela sempre aparecendo nos stories visualizados, mas nada de falar em casamento. Na minha cabeça, era só a noiva que optou por outro cerimonial, mas continua acompanhando instas diversos, pq ama o tema, como tantas de nós amamos. Daí, num belo dia, inusitado e inesperado, eis q ela surge c a novidade "ESTOU RETOMANDO OS PREPARATIVOS". Q alegria ouvir aklo. Gente, vcs não imaginam a minha dor de ver uma noiva indo embora e escolhendo o coleguinha. Nesta hora, eu deveria ser madura e entender q a livre concorrência existe justamente assim, hora a gente ganha, hora a gente perde. Ah, mas não sou não. Sou imatura mesmo, fico com vontade de enforcar o coleguinha, aperte o pescoço, gente, aperte o pescoço do amiguinho (fala sério, se essa ponderação cheia de fraqueza humana e sincericídio não é minha cara! kkkk).
💕
Voltando a ela, eis q seria meu presente bom. A eles, na vdd, nosso noivo participou de tudo. Mas, pra qd é, gente, qd é q vem o big day? Em 2 meses. Eita, q adoooooooooooro casório organizado em velocidade máxima, cada dia amo mais. Lá se vai um tantão de emoção e, mal piscamos, chegou. Chegou com a leveza deles, o rock deles, a cara deles. Chegou com hino de time em plena cerimônia. Chegou com vestido leve e fluido. Chegou com sorriso no rosto. Chegou com o minimalismo desejado e uma boa dose de fair play, ela sabe do que se trata, se encarou, bora levar na tranquilidade, q a felicidade está em ver o lado bom da coisa e o charme fez valer a pena. Chegou com bolo multiplicado. Chegou com brilho nos olhos. Chegou com sorriso multiplicado e compartilhado. Chegou na tarde de domingo. Chegou com bouquet amarelo iluminado. Chegou com noivo tocando violão e noiva suspirando. Chegou com encanto e magia. Chegou fechando uma semana atribulada e adorada. Chegou, passou e deixou um monte de saudade. Saudade q vai poder ser aliviada pq, sim, tivemos filmagem. E fotos lindas, claro! 
💕
Não sei porque ando fascinada com essa ideia de casamento organizado em pouco tempo. Seria pela intensidade da paixão entre mim e os noivos? Acho que pode ser, viu. Conheço, rola a química, a gente se apaixona, concede nosso mútuo sim e vivemos aquele relacionamento típico do apaixonado. Vêm todos akls sintomas q descrevem o sentimento - coração acelerado, respiração ofegante, pensamento fixo, descarga constante e intensa de adrenalina, uma coisa meio possessiva/obsessiva, qse fora de controle. Mais ou menos o que vivo a cada início de cerimônia. Sim, meu coração dispara sempre, sinto tremor nas mãos, faço cara de apavorada e sinto o ar entrar e sair com dificuldade. 
💕
Iara é docinho e sempre abre um sorriso qd fala. Daniel tem cara de bravo e ele pode até ter a pose, mas engana total, pq é só cara mesmo. Os dois me trouxeram entusiasmo e me presentearam com um domingo com sabor de férias, daqueles q a gente acha lindo, delicioso e não quer q acabe. Não, nunca vai acabar. Ficou p sempre na sensação de friozinho no estômago q sentimos qd lembramos de uma grande paixão. Obrigada, Iara e Daniel, por eu ter me apaixonado tanto. Se vcs não fossem quem são, não teria a mesma graça. Obrigada, seus lindos!
💕
Fotos: Le Gras Foto